quarta-feira, 9 de agosto de 2017


roadmovies and wasted divas
a minha série fotográfica #ontheroad em contínuo para ver AQUI.


''O rebentar de uma gargalhada seria a resposta adequada a todas as graves “questões” que a actualidade tanto gosta de levantar. A começar pela mais batida de todas: a “questão da imigração”, que não existe. Quem é que ainda cresce no mesmo lugar onde nasceu? Quem é que vive no mesmo lugar onde cresceu? Quem é que trabalha no mesmo lugar onde vive? Quem é que vive no mesmo lugar onde os seus ancestrais viveram? E as crianças desta época são filhas de quem: da televisão ou dos pais? A verdade é que fomos, em massa, arrancados a toda e qualquer pertença, já não somos de lugar nenhum, e disso resulta ao mesmo tempo que uma inédita propensão para o turismo, um inegável sofrimento. A nossa história é a das colonizações, das migrações, das guerras, dos exílios, da destruição de qualquer enraizamento. Foi a história de tudo isso que fez de nós estrangeiros neste mundo, convidados na nossa própria família.'' in A Insurreição que Vem (Comité Invisível)

terça-feira, 25 de julho de 2017


Escrevi um textinho em honra dos 25 anos das CURTAS para o livro do Aniversário (2017)

Na Revista ESCALA:10, esboço um atlas sobre em 250 figuras
sobre a Persistência da Cruz Cristã na cultura pop

domingo, 23 de julho de 2017

segunda-feira, 17 de julho de 2017


Infelizmente não estive eu, mas esteve o meu boneco a apresentar a minha Carta-Branca: pelos 25 anos das Curtas Vila do Conde - International Film Festival, decidi resgatar um filme que Pierre Clémenti começou a fazer aos 25: Visa de Censure nºX. É uma experiência para ir ao fundo de outras vidas - esta viagem até às ilhas da Psicadelia pré-68 foi marcada para o dia 15.7.2017, às 21h45, no auditório de Vila do Conde. Agradeço às *CURTAS* pelo convite, e obrigada ainda ao *RICARDO GONÇALVES* por realizar o vídeo, ao *THOMAS MENDONÇA* por emprestar a voz e à *ANA DOMINGUES* pelo apoio à tradução.

quarta-feira, 12 de julho de 2017




terça-feira, 11 de julho de 2017




domingo, 9 de julho de 2017

REFRACTED SPACES / A Conversation in between Filipa César & Louis Henderson
Moderei a conversa que se seguiu à Performance, com a presença do protagonista. 

quinta-feira, 6 de julho de 2017


sábado, 1 de julho de 2017


sábado, 27 de maio de 2017



quinta-feira, 25 de maio de 2017


terça-feira, 23 de maio de 2017

terça-feira, 25 de abril de 2017


sábado, 22 de abril de 2017



quinta-feira, 6 de abril de 2017




Laboratório conduzido por RUI PINA COELHO.
Leituras conduzidas pelo encenador NUNO M. CARDOSO.

sábado, 25 de março de 2017


segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017



https://www.facebook.com/events/267901460313423/

1 de Março, 19h / Nimas ASAS de Larisa Sheptiko 
Debate no final com Carlos Natálio, Mariana Gaivão e Raquel Morais. 
Moderação: Sabrina D. Marques
Organização: cluster Photography and Film Studies/IHA/FCSH/NOVA e Medeia Filmes/Leopardo Filmes.



sábado, 18 de fevereiro de 2017

Díptico fotográfico de Sabrina D. Marques

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017


Até dia 19 de Julho!, vamos falar de Género e Identidade no Nimas. Em colaboração com os Medeia e a Leopardo Filmes, Bruno Marques, Mariana Gaspar, Luís Mendonça e Sabrina Marques (Instituto de História da Arte - FCSH NOVA / FCSH ) organizaram uma selecção de filmes clássicos e contemporâneos entre 4 capítulos - (RE)DEFINIÇÕES DO FEMININO, WOMEN POWER, SUBJUGAÇÃO E VIOLÊNCIA, QUEER & TRANSGÉNERO - e a primeira sessão+debate acontece já no dia 15 de Fevereiro, em torno do filme ACADEMIA DAS MUSAS (de Guerín) com moderação de Luís Mendonça e participação de Clara Rowland e Elisabete Marques.

sábado, 26 de dezembro de 2015

Projecto para longa documental realizado por Sabrina D. Marques e produzido por Rui Simões. 
Em pré-produção. 

sábado, 9 de agosto de 2014

Versão inglesa disponível para download no site da REVISTA LUMIÈRE.
EDIÇÃO DE: David Phelps and Gina Telaroli.

A minha contribuição? O ensaio ''IDOS ROSTOS MUDOS''.



quarta-feira, 9 de julho de 2014


''Sabrina D. Marques and Mehdi Jahan are two 27 year old cinephiles who met online in 2016. She was living in Portugal, he was living in India but soon they realised that they were probably the same person. Besides the shared love for movies, they are both emergent visual artists working mainly in Photography and Film. As they started to exchange ideas, several projects came up. First of all, an online page for their common work that goes by a name that illustrates this convergence of minds - THE TELEPATHICAMS.''



NOTA DE INTENÇÕES DOS AUTORES: 

Entre Portugal e a Índia, dois fotógrafos unem-se para, em conjunto, ensaiar sete capítulos em torno do tema ‘’Get Born’’, refrão geral de uma série de residências artísticas virtuais promovidas pela Galeria Germinal a partir do segundo semestre de 2016.  O projecto ‘’LIFE INSIDE THE EGG’’ distribui-se numa sequência (Body Unit - Common Limits - Polarities of Desire - Bodies Against Bodies - Political Physiognomies - Farewell to Conscience - Nadificar) onde progressivamente se estuda, através do ensaio fotográfico, o desejo comungado pelo inconsciente colectivo de ser um com o Todo. Aquilo a que Freud chamaria de Sentimento Oceânico trata-se, afinal, de uma elisão do unidade do Eu em direcção à unidade do comum, com um sentido espiritual de comunhão. Recuperando um verbo-chave da construção existencialista, evocamos as bases filosóficas do Zen-budismo: trata-se de um Nadificar. 





The Telepathicams @ Galeria Germinal
''LIFE INSIDE THE EGG'' / ''A VIDA DENTRO DO OVO''
16-23 Junho de 2016
filmagens de HOTEL RADIOACTIVO na Beira Baixa (filme de Sabrina D. Marques, em pós-produção com o apoio da Fundação Gulbenkian, 2017)

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014


segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Carlos Alberto Carrilho, Sabrina D. Marques e Miguel Patrício

Em 2015, o núcleo de programação White Noise nasceu com uma missão: mostrar ''the best, the sickest and the most hidden cinema.'' No mínimo, prometemos filmes maus (mas bons), nomes difíceis, títulos malditos e encobertos, fantasia, horror, sangue, esperma e possibilidade de náuseas, vómitos e dores de cabeça. Aqui não há ''auteurs''. Aqui não há politicamente correcto. Aqui caminha-se despretensiosamente sobre os limites do cinema.

domingo, 19 de agosto de 2012

Sabrina D. Marques em colaboração com o realizador espanhol Alberto Anglade (Lisboa - 2014)
Com tecnologia do Blogger.

Labels